Copywriting: Descubra 3 regras + 6 dicas para vender todos os dias usando copy. Garantido!

Usar o copywriting na vida e nos seus negócios para gerar mais vendas é possível?

A maioria dos empreendedores sabem que poderiam estar vendendo mais em relação a quantidade de pessoas que visualizam sua oferta. E isso é fato. Mas o que a grande maioria não sabe é que existe estratégias de escrita capazes de fazer com que sua comunicação seja muito mais eficiente gerando assim toneladas de vendas.

Leia este artigo até o fim e aprenda mais sobre como usar o copywriting na sua vida e nos seus negócios para gerar toneladas de vendas diárias!

“Se tivesse que ensinar uma habilidade para meus futuros filhos a habilidade seria a de copywriting”. 

Acho essa frase do Jeff Walker simplesmente fantástica.

A verdade é que não existe melhor forma de se criar um discurso de vendas do que utilizando o Copywriting. Eu não tenho nenhuma dúvida disso.

Pode ser que nesse momento esteja se perguntando:

Qual é a explicação para o fato das pessoas que possuem habilidade em copywriting e colocam em prática em suas vidas e negócios conseguirem chegar ao sucesso que desejam?

Parece mágica isso, mas não é!

O que você vai aprender nesse artigo?

  • O copywriting e a capacidade de gerar riquezas;
  • Onde e como nasceu o copywriting;
  • O copywriting hoje no Brasil;
  • Alguns dos maiores nomes americanos e nacionais de copywriting;
  • 3 regras do copywriting Eficiente;
  • 6 dicas para começar a escrever e gerar resultados;
  • Como se beneficiar de tudo que aprendeu nesse artigo sobre copywriting;

Copywriting: Qual a capacidade de gerar riquezas

Infelizmente muitos empreendedores no Brasil estão jogando dinheiro no lixo simplesmente por não darem a devida atenção ao copywriting.

Fui pesquisar em busca de uma tradução literal para copywriting e não encontrei. Mas se fizermos uma interpretação livre, podemos chamar de escrita persuasiva ou algo do tipo, embora eu ache que o termo persuasão já esteja um tanto quanto batido e saturado.

O conceito de comunicação é tornar comum, ou seja,  fazer o que é falado ser entendido de forma clara, tenha sentido e ainda mais que isso, fazer com que gere uma ação desejada.

Quer um exemplo?

Imagine que eu fale o seguinte…

“A sensação de entrar no Hotmart e ver que realizei a primeira venda é simplesmente maravilhosa… Um misto de felicidade, extremo tesão e motivação para continuar trabalhando duro em busca da segunda, terceira, quarta venda.”

Será que todas as pessoas que lerem isso vão se identificar?

Claro que não e sabe por que?

Essa comunicação é direcionada a afiliados. E para aqueles afiliados que ainda não fizeram sua primeira venda.

O que esse tipo de comunicação objetiva despertar?

A vontade de sentir a sensação da primeira vendas. Como será?

O importante é que você capte a essência, que na prática é o que fará total diferença em sua comunicação e logicamente nas suas vendas.

Lembre-se que comunicação não é apenas o que é dito… é o que é entendido.

As mais novas e avançadas técnicas de copywriting do mundo na atualidade estão nas mãos dos americanos. Prova disso é ver lendas como Dan Kenedy e Frank Kern, grandes milionários que dominam como poucos a arte de se comunicar de forma escrita e falada com base na pura COPY.

Por que motivo isso é tão relevante?

Porque eles conseguem juntar e unificar de forma magnífica: a venda e a escrita.

E convenhamos que se tem algo que os americanos sabem fazer com maestria e eficiência é produzir riqueza, e um dos motivos para que isso seja possível é o Copywriting.

Nos últimos anos o Copywriting é sem sombra de dúvida o responsável por faturamentos de bilhões e bilhões de dólares em vendas nos Estados Unidos.

E a boa notícia é que o Brasil está vindo logo atrás.

Depois da segunda guerra, com o advento do marketing e a ascensão da publicidade, agências e redatores desenvolveram habilidades muito eficientes para vender serviços e produtos. Então, copy é = a capital.

Copywriting:  onde surgiu?

Provavelmente você não saiba mas o copywriting  se originou lá no Estados Unidos a pelo menos 150 anos. Lá em 1886 um dos grandes pioneiros de publicidade Claude Hopkins já pesquisava os desejos de consumidores antes de escrever uma copy ao ponto de ser considerado um dos pais desse método.

Em consequência de características distintas e únicas do mercado brasileiro juntamente ao não desenvolvimento do marketing direto pelas agência de propaganda no brasil, de 1886 até alguns anos atrais, os conhecimentos de escrita persuasiva de fato não chegaram a linguá portuguesa.

Isso explica o fato de você nunca ter escutado falar de copywriting. Felizmente este cenário está mudando. Já a alguns anos, os brasileiros estão abrindo a cabeça para a importância de tal conhecimento que na linguá inglesa é responsável por cifras muito significativas em especial nos Estados Unidos.

Devido ao crescimento e desenvolvimento da ciência nos campos da neurociência, o copywriting do século XXI tem grande diferença do copywriting do passado. Isso é explicado mediante pesquisas a cerca dos padrões comportamentais do consumidor, padrões que influenciam o indivíduo na tomada de decisão de uma compra ou para alcançar objetivos.

Esses avanços estão tornando o Copywriting ainda mais poderoso e o conhecimento sobre CopyWriting cada vez mais cobiçado. Foi pensando nisso que decidi compilar um pouco do meu conhecimento, e lhe dar a oportunidade de aumentar os seus.

E o copywriting hoje no Brasil?

Como já dito, nos Estados Unidos é super comum o uso do CopyWriting, já no Brasil essa realidade é bem diferente, existem pouquíssimos copywriters profissionais no Brasil o que deixa claro que o uso das técnicas de copywriting são bem menos comuns.

Mas está em crescimento, e com extremo potencial de sucesso. Aqueles que já aprenderam a dominar tais técnicas e estão utilizando na sua vida e nos seus negócios, estão alcançando resultados consideráveis.

Eu confesso que comecei a pouco tempo meus estudos das técnicas de copy, mesmo assim, posso dizer que meus resultados melhoraram muito.

A cada artigo novo que escrevo aqui no blog, a cada postagem no facebook, chamada, o copywriting está presente e melhora os resultados em engajamento e também em vendas.

Meu objetivo é me tornar um copywriter Profissional, não com o intuito de vender meus serviços para clientes nesse sentido específico, mas com o objetivo de melhorar o meu trabalho como consultor e afiliado. Em suma, aplico essas estratégias em meus próprios produtos e serviços, e é algo que potencializa os meus resultados.

Se você gosta de escrever e deseja se tornar um CopyWriter profissional assim como eu estou me tornando, vou indicar alguns especialistas, tanto fora do Brasil, quanto aqui do Brasil!

Principais profissionais de copywriter no mercado internacional e nacional

Lá fora do brasil posso citar o John Carlton, Dan Kenedy e o Frank Kern, grandes lendas do copywriting.  Já aqui no mercado nacional os grandes nomes são na minha opinião o Conrado Adolpho e Jordão Félix.

O Conrado Adolpho, foi o profissional brasileiro que me apresentou o Marketing Digital, além de ser também com ele meu primeiro contato com o copywriting.

Na época em que o conheci, ele estava lançando o iJumper. Mais tarde ele desenvolveu o curso Copy Samurai método que está fechado no momento, pois as vagas estão esgotadas.

Já o Jordão Félix é meu amigo, mentor e uma referência nessa área aqui no Brasil. Assino em baixo o trabalho dele por reconhecer suas habilidades, conhecimentos e resultados nesse mercado que diga de passagem são completamente fora da curva.

Falando em fora da curca, ele acabou de lançar o E-Book Copywriting – O Guia Inicial que vem revolucionando a forma de aprender copy. Super indico!

3 Regras do copywriting

Regra 1: O segredo de uma excelente copy não está somente nas palavras… está na perfeita estrutura + sequência + palavras.

Desde de quando comecei a aprender copy, sempre vi a máxima de palavras hipinóticas e mágicas como pura balela.

Não conseguia ver copywriting como apenas junção de palavras e isso fez uma grande diferença, pois quando me deparei com estudos mais completos de copy pude logo compreender que deve ser tratada como um todo, como várias peças que juntas montam um grande quebra cabeça transmitindo uma mensagem, gerando emoção, conexão, desejo e uma ação desejada que pode ser um cadastro, um clique ou uma compra.

Deixe eu explicar uma coisa… é lógico que quando vamos para a linha da PNL ( programação neurolinguística ), para linha da Hipinose existi sim palavras que induzem a uma ação específica, induzem a um pensamento específico, mas o objetivo aqui não é ir para esse lado e nem indico isso para você, ok?

Vamos a um exemplo?

Imagine que eu te diga o seguinte:

Eu seu que tem dias em que você está em casa, tarde da noite e o sono se foi devido preocupação com as contas que precisa pagar, por não saber se as vendas vão ser boas no més seguinte, pelas cobranças dos familiares que não acreditam em você, parentes que acham que está perdendo tempo brincando de empresário.

Por mais que seus parenteses gostem de você, eles os criticam e estão na verdade só observando e esperando que você acorde para realidade e saia dessa de querer empreender, de querer ser dono de seu próprio negócio indo trabalhar de carteira assinada para alguém.

Eu sei bem como é isso, sem bem como é passar por esse tipo de dificuldade e posso imaginar em detalhes como você deve estar se sentindo agora nesse exato momento. Preocupado com o que vai ou não acontecer. Indeciso e com medo do futuro incerto.

Bom, o que esse pequeno texto que acabou de ler desperta?

Ele busca fazer com que pense acerca de um assunto específico, ou seja, através das palavras, em especial a mensagem, da construção de uma comunicação, ele te leva a pensar em um assunto específico.

Provavelmente ao ler esse texto, se algumas dessas situações… críticas de amigos, de familiares, preocupação com contas e com vendas, fazem parte do seu cotidiano, fazem sentido para você, sem dúvida você se levou a pensar nesses assuntos.

Regra 2: Toda boa Copy deve fazer com que o cliente tome uma ação… Não confie na copy, confie nos números

Muitos empresários acabam que se apaixonando pela copy.

Em outras palavras, eles dizem:  

“Essa copy ficou massa”
“Esse texto ficou maravilhoso”
“Simplesmente fantástica essa copy de vendas”

O problema é que quando vai analisar os números, as métricas da copy, as pessoas não estão se cadastrando no formulário, não estão clicando no anúncio e não estão comprando.

Conclusão, a copy está ruim, fraca e ponto final.

Regra 3: Quanto maior a sua autoridade, melhor será a sua copy

É inevitável! Quando uma pessoas tem autoridade sua copy é muito mais forte.

Quer ver?

Recentemente eu fui ao médico devido a um problema de saúde e depois de avaliar meus exames ele me disse o seguinte:

Alessandro você preciso emagrecer, comer melhor, dormir melhor e fazer exercícios físicos regulares.

O que acha que eu estou fazendo? Ele é autoridade para mim.

O ponto é o seguinte:

Você como empreendedor se deseja vender todos os dias, ter conhecimento de Copywriting é fundamental, mas não é o suficiente. Vai precisar trabalhar sua autoridade, sua presença online, seu engajamento e relacionamento com seus clientes.

Se deseja se aprofundar no tema autoridade confira esses 2 artigos aqui.

Copywriting: 6 dicas para fazer uma eficiente

#1. Chamar a atenção

Fazer com que um indivíduo preste a atenção em você está intimamente relacionado a apresentar uma mensagem, que consiga se comunicar de forma que provoque desejo. Nesse contexto, se estivermos falando de um texto, vídeo, áudio ou qualquer tipo de conteúdo, o título é fundamental.

Veja a função de cada parte do título dessa artigo.

  • Descubra 3 Regras + 5 Dicas: lista
  • Para Vender Todos os Dias:  Benefício
  • Usando o Copywriting: Necessidade
  • Garantido: Reduzindo barreira e gerando atenção

Seu título precisa conter lista, um benefício, uma necessidade, gerar atenção e em alguns casos reduzir a barreira de clique.

#2: Criar conexão

Também conhecida como técnica de rapport, a criação de conexão pode ser bem utilizada por meio das histórias. Isso por que não existe forma melhor de prender atenção e gerar conexão nos seres humanos do que uma bela e bem contada história.

Quanto eu tinha lá por volta de 3, 4 anos de idade eu fui morar com a minha vó no interior o Rio de Janeiro num município chamado Silva Jardim a 100 Km da capital. Lá era cheio de verde e logo ao chegar comecei a estudar e lembro muito bem como era bom chegar do colégio e ir brincar de bola e pique com os amiguinhos.

Um dia eu estava brincando de pique e quando fui se esconder no meio do mato escutei um barulho estranho que me fez sentir tanto medo que fiquei paralisado.

Quer saber o que era o barulho? Curioso você hem.

Olha como uma história tem poder.

Em poucas linhas fiz com que ficasse curioso acerca do barulho.

Percebeu?

Mais a frente eu te conto que barulho era esse.

O ponto é que contar histórias e uma ótima e eficiente forma de gerar conexão, pois nos seres humanos somos movidos por histórias. Experimenta contar história para o seu filho caso tenha um e veja como ele fica quetinho prestando atenção.

A orientação que eu te dou é que destine algum tempo no estudo de Storytelling!

#3. Explique o problema

O famoso marketing de 2 passos. Primeiro dê para depois receber.

Detalhe e fale do problema do seu cliente/público melhor do que ele mesmo. Vá buscar exatamente o problema que seu clientes tem no momento de forma que ele pense o seguinte:

“Ele parece que está lendo a minha mente.”
“Nossa você escreveu este artigo, gravou esse vídeo para mim?”

Por que ele pensa assim?

Porque você está ajudando ele a resolver um problema de forma milimétrica.

#4. Descreva as causas

Mostre de forma detalhada algumas causas do problema pelo qual seu público estar passando. Procure embasar as causas se possível com pesquisas, estudos de casos e etc. Isso cria plausibilidade além de informar o cliente acerca do seu quadro atual.

#5. Mostre os benefícios

Qual a transformação o produto ou serviço promove? Sua solução levará de onde, para onde?

Explore ao máximo os benefícios, pois na hora da decisão de compra são os benefícios que pesam.

Veja nesse artigo como eu estou te dando inúmeros benefícios para aprender copywriting? Ser um profissional mais capacitado, um profissional mais valorizado, que vende mais, mais saudável financeiramente, com mais tempo para sua família, que pode proporcionar mais conforto a sua família, que é mais feliz e assim por diante.

Agora, no final se eu te vender algo não irá se importar, pois já te dei tanto valor que é justo, ok?

#6. Faça sua oferta!

Por mais natural é plausível que pareça, a grande esmagadora maioria das pessoas erra aqui.

Surge o medo de vender, de fazer a oferta.  É como acabei de dizer, se gerou valor é natural fazer oferta.

O ponto é que muitos não entregam nada e quarem vender. Lendo engano. Fracasso certo!

Agora para aqueles que entregam valor e tem medo de vender, parem com isso.

Depois que você mostrou como resolver o problema do seu cliente e fez ele ficar louco de desejos por seu produto, o que falta fazer apenas é a oferta e nada mais!

Detalhe de forma clara como ele pode comprar o seu produto e serviço, fale para ele como será depois que ele comprar e de forma direta faça a chamada para ação tipo: Clique no botão abaixo e faça sua inscrição.

#7. Dica Bônus: Sua copy deve ser direcionada sempre ao seu cliente

Uma última dica, você tem apenas uma boca e 2 ouvidos, portanto, fale menos, escute mais. Seu cliente nem liga para os seus títulos e prêmios. Ele quer saber se você pode ou não resolver seus problemas e ponto.

Copywriting: Como me beneficiar na prática de tudo que aprendi a partir de agora?

Tenha como mandamento o que vou te dizer agora: NADA, literalmente NADA mesmo do que você acabou de ler aqui irá te gerar resultado e conquistas se você não colocar em prática, sendo assim, vou listar as 3 coisas que você pode ( e deve ) fazer para se beneficiar do CopyWriting a partir de agora:

#1. Adquirir o E-book CopyWriter: o Guia Inicial que vai te dar a base que precisa para ser um Copywriting Profissional e vender todo dia.

#2. Não ignorar as 3 regras de uma copy eficiente.

#3. Se colocar em ação aplicando na prática as 7 dicas que te dei gratuitamente quando for criar qualquer tipo de conteúdo tais como, artigos no blog, anúncios, carta de vendas, vídeo de vendas, post de Facebook e Twitter, Vídeo no Youtube e qualquer outra forma de comunicação que realizar.

Pois bem, agora é hoje de revelar o barulho, lembra?

Não podia esquecer. Eu fui justamente se esconder na moita de mato que mamãe gambá escolheu para ter seus filhotes e o barulho dos bebês me assustou muito. :)) kkk

Fique Atualizado, É 100% Grátis!

Insira seu melhor e-mail e receba gratuitamente nossas atualizações semanas!

Abraços,
Alessandro Barros

Se  este artigo foi útil e fez sentido para você, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Colabore também com as discussões, deixando seu comentário abaixo. 🙂

Consultor Afiliado

Consultor Afiliado

Alessandro Barros em Consultor Afiliado
Vou te ensinar estratégias, dicas e métodos usados pelos melhores profissionais de internet marketing com um único objetivo, te ajudar a conquistar seu espaço no mercado de Marketing Digital.
Consultor Afiliado